Pesquisa

sexta-feira, 21 de março de 2014

Consciência em Crise



''E, saindo Pedro para fora, chorou amargamente.'' Lucas 22:62

Espiritualidade subversiva ou rebelde. Assim tem se tornado alguns ditos espirituais. Foco de momentos que levam muitos ao declínio espiritual. Eu faço, eu posso, eu aconteço. Como que homens em uma crise de consciência.

Tempos trabalhosos, onde atos praticados inconscientes tanto entre cristãos como em não cristãos tem causado tantas tragédias físicas como espirituais. Aqui vemos a história de Pedro, história essa que nos fala de um homem honesto, porém fragilizado pelo medo; um homem em crise de consciência e até mesmo da própria identidade.

Entendendo consciência
Do latim; "conscietia" - saber com ou saber junto.Conhecimento que acompanha. Concordar com algo ou alguém, seu papel é concordar com o princípio estabelecido no âmago de seu espirito.Conhecimento, noção do que se passa em nós: ter consciência de seus deveres. Percepção mais ou menos clara dos fenômenos que nos informam a respeito da nossa própria existência.

Consciência é a parceira moral de Deus no homem que age como um agente de equilíbrio entre o bem e o mal. É aquela voz interior que impele a pessoa a fazer o que ela considera correto. É uma faculdade ou atributo do espírito humano, uma lei de moralidade abrangendo toda vida espiritual, moral, física, social e material.

Uma consciência em crise leva o ser humano a ser incapaz de reconhecer sua imperfeição.

Imperfeição está cauterizada na consciência de muitos ditos perfeitos. Homens medíocres, incapazes de reconhecer sua própria estupidez, enraizada em seu ego, narcisistas buscando se contemplarem em suas perfeições ilusórias, passageiras. Humanos numa verdadeira crise de consciência.

O que nos leva a uma crise de consciência?
-Quando não reconheço meus limites. Este o erro de Pedro. Achismo, soberba.

Talvez eu e você.

Vivendo uma vida onde pensamos que podemos viver sem diálogo com o próximo, auto-confiantes, rígidos nas áreas mais intimas do próprio ser, não respeitando os limites de um corpo frágil e temporal.
Precisamos renovar nossa mente a cada dia, manter nossa consciência limpa (Atos 24.16) a todo instante, perdoar não por meras palavras, mas atitudes. Dar mais oportunidades aos que conosco erraram, orar e vigiar mais (Mateus 26.41). Confessar nossos pecados a Deus (1 João 1.9). Se arrepender (Salmos 32.1-5). Pensar antes de agir, ajudar ao meu próximo, sabendo que próximo não é o que está perto, mas sim aquele que eu posso estar perto. Mesmo diante de tantas crises de consciência JESUS olha para nós (Lucas 22.61), com um olhar de misericórdia, amor e perdão. Daí entendemos que existe mais sentimento em um olhar do que em palavras proferidas.


Uma crise de consciência leva-nos a chorar amargamente, a oscilar em nossos desejos, a nos tornar vagarosos em nossos sentimentos, a agir de forma desonesta, por não solucionarmos os nossos problemas. Mas sim, seremos felizes. Quando confessarmos a Deus nossos erros e clamar por sua misericórdia, exercendo o mesmo amor e compaixão recebidas em prol da  humanidade sofrida por sua CONSCIÊNCIA EM CRISE.


por Adriano Gontijo



Nenhum comentário:

Postar um comentário