Pesquisa

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Jesus, o escândalo na cruz


(1Co 1.23)(Gl 5.11)(Rm 9.33)
A lógica humana, sempre nos leva a pensar que os fortes e os auto-suficientes merecem um grande prêmio pelas suas façanhas, enquanto os fracos, pobres e indignos merecem um lugar inferior. Porém Deus sempre realizou o contrário e sempre desfez as lógicas humanistas, Ele demostrou que aquilo que nós mesmos tachamos por correto ou coerente, não é o conceito Dele. Jesus sempre procurou por pessoas, que pela lógica ou visão do homem não mereciam serem procuradas, algumas com reputação duvidosa e outras com desvios de caráter, que sempre eram vistos como pessoas que não mereciam o respeito ou dignidade. Cristo ao invés de se afastar delas como faziam os judeus e principalmente os fariseus, ele se aproximava e gastava seu tempo, suas palavras e todo o seu amor com aqueles que pela chamada ''lógica humana'' não mereciam nada.
Aquele homem de Nazaré deixava a todas perplexos com suas atitudes pois ele não obedecia as tais regras impostas pelos homens e muito menos se preocupava em agradá-los. Era impossível um judeu se relacionar com tais pessoas e muito menos comer com elas em um ato de comunhão, mas Jesus alcançava todos e não deixava dúvidas que sua graça era suficiente para todos, sem acepção ele abraçava desde crianças até os mais idosos, desde soldados romanos a fracos e mal-cheirosos leprosos.Suas palavras vinham ao encontro das necessidades e se moldava com a vida sem esperança do povo. Murmurações eram o que mais ouvia no meio de Israel, mas vá perguntar aos cegos e tantos outros que receberam seu toque se realmente importava com os tais comentários.Seu ápice aconteceu em uma sexta-feira à tarde, não somente Israel mas todo o universo parou diante de um ato único, um episódio que ficaria marcado por toda a eternidade. Correria pelas ruas de Jerusalém, famílias reunidas, religiosos aglomerados e uma multidão de pessoas em pé diante do maior espetáculo já visto.
Aquele homem que antes estendia sua mão em favor aos  leprosos,  agora tem elas separadas por pregos, sua boca que trazia palavra de vida e esperança, agora sedenta clama por água, seu corpo que exalava vida, nesse momento ferido, mal consegue se mexer. Não é um simples homem apenas, mas o criador de tudo, o único Deus pendurado em uma cruz. Envergonhado, humilhado, um verdadeiro escândalo exposto aos olhares da multidão sem identidade.
Mais uma vez Jesus, o Cristo quebra todos os conceitos de legalidade e formalidade, e anuncia que aquele ato de vergonha e escárnio, é a consumação da salvação de todos, inclusive aqueles que não compreendiam que aquele homem que havia se tornado maldito por morrer em uma cruz, seria a causa de redenção a todos  que humildemente aceitam a oferta da graça.

A graça é uma afronta aos orgulhosos, aos que se acham merecedores e auto-suficientes, para os grandes e orgulhosos a graça e a cruz são inaceitáveis, pois ela expõe toda a fraqueza e insuficiência humana. O escândalo da cruz é um incômodo aos presunçosos, mas aos arrependidos, cansados e desesperançados ela é a cura, a salvação e a realidade da misericórdia de Deus expressa na pessoa de Jesus Cristo. Na cruz é arrancado de nós qualquer possibilidade de mérito, aplausos ou glória e nos lança completamente a uma necessidade de humilhação e dependência. Por ser incompreensiva para alguns e ofensiva para outros o escândalo na cruz é, e para sempre será o motivo de olharmos para Cristo.

 Alisson Bruno

Um comentário:

  1. Meu caro irmão estou seguindo e divulgando no meu o vosso blog. Espero legítima reciprocidade. Livre também para apresentar no vosso blog as postagens nossas. Deus em Cristo vos abençoe! Paz do Senhor! http://joaquimqueiroz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir