Pesquisa

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

O nascer em Cristo

Será que as pregações superficiais que ouvimos com frequência, que levam as pessoas a pular, gritar, sapatear, também estão levando-as a experimentar um novo nascimento?

O novo nascimento não se resume a um emocionalismo motivado por pregações triunfalistas e de auto-ajuda. Pregações que levam o povo a pular, dançar, chorar, rir, mas que não levam a uma reflexão intensa, visto que se exclui uma das características do culto pentecostal, que deve ser racional.

Há algumas pessoas, não todas, que vão à frente aceitar a Jesus, mas nem sempre têm a real consciência deste ato ou demonstram transformação de vida, pois foram movidas apenas pela emoção, ou por medo, pressão e palavras de quem deseja fazer o papel que cabe ao Espírito Santo, ou por estarem convencidas através de mensagens distorcidas de que Deus é um papai Noel que quer apenas lhes dar bens materiais e saúde perfeita.
Aquele que é verdadeiramente nascido de novo ama a Palavra, ama a Jesus, ama o seu próximo. Mas as mensagens triunfalistas enfatizam sempre a vontade e o bem-estar humano, a vitória sobre os que te prejudicaram ou te invejaram, despertando nos corações um desejo de vingança e uma pontinha de rancor. Este tipo de mensagem estimula a avareza, ensinando que você tem que ser sempre próspero materialmente e que Deus tem que te dar tudo aquilo que você determinar, decretar,profetizar, ordenar, como se fossem palavras mágicas.
O novo nascimento vem pela fé no sacrifício de Cristo, e raramente ouvimos uma pregação genuína da Palavra contendo esse tipo de mensagem. E quando ouvimos, o pregador corre o risco de ser chamado de radical.
Nascer de novo é muito mais do que chorar, ou do que sapatear e rodopiar como um descontrolado, é mais do que emoções provocadas por uma mensagem superficial repleta de palavras agradáveis mas que não edificam espiritualmente. São palavras que o povo “quer” ouvir, “gosta” de ouvir, mas não o que “precisam” ouvir.

Nascer de novo é se tornar filhos de Deus, se arrepender, se quebrantar, viver uma vida baseada na Palavra de Deus e guiada pelo Espírito Santo.
Não digo que não choramos ou não nos alegramos diante da presença de Deus. Mas o quebrantamento é algo mais profundo que o choro. Ser espiritual é mais profundo do que qualquer estardalhaço. O espiritual é mais profundo e importante do que o emocional. Manipulação humana nenhuma poderá levar alguém à realmente nascer de novo. Somente o Espírito Santo tem o poder para realizar esta obra, que ocorre através da exposição fiel da Palavra.



por Silene Marques

2 comentários:

  1. Graça e paz!
    Vim conhecer seu Blog e quero te parabenizar pela bênção que pude ver aqui.
    Já estou seguindo.
    Venha dar a honra de sua visita no PASTORAGENTE.BLOGSPOT.COM e, se quiser seguí-lo, vai ser uma alegria para mim.
    Lá eu exponho da forma mais realista e divertida possível as situações, dúvidas e experiências de uma simples pastora como eu.
    Fique na paz e um 2010 abençoado para você e toda sua família.
    Abração!!!

    ResponderExcluir
  2. Caro Alisson Bruno,

    A paz do Senhor!

    Fiz uma mudança no link do blog.
    Caso queira continuar seguindo, adicione esse link abaixo:

    asverdadesbiblicas.blogspot.com

    Fratenalmente,

    Francivaldo Jacinto.

    ResponderExcluir